Esculturas Performáticas
(2019até hoje)

Na minha pesquisa, as unhas são uma extensão do corpo, que podem ser tanto naturais, como sintéticas. As unhas
fazem parte do corpo que eu acredito para mim, do corpo que me cabe.É uma escultura performática que questiona uma beleza hegemônica sempre estática.
As unhas também são um símbolo de resistência historicamente para diversas culturas e grupos de pessoas, elas geram um senso de comunidade e coletividade, em que pessoas até superam grandes traumas através do cuidado quase que ritualístico das unhas.

Resistência porque as unhas podem desafiar muitos conceitos de normatividade estética, de corpo, de vida e ainda é muito associada à conceitos do exagerado, sujo e vulgar. Ter elas é também celebrar a diferença e a pluralidade do corpo, onde se imagina uma única possibilidade de existir, quando na verdade existem infinitas outras.